Páginas

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

XXII Curso de Bispos no Rio de Janeiro

Na noite da última segunda-feira, 04 de fevereiro, o Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, concedeu abertura oficial ao 22° Curso Anual dos Bispos do Brasil, no Centro de Estudos e Formação do Sumaré, no Rio Comprido. Este curso foi uma iniciativa do falecido Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales, enquanto era Arcebispo do Rio.



Compuseram a mesa de Abertura o Arcebispo carioca, o presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko; o Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, Cardeal Antônio Cañizares; o bispo de Noto, na Itália, Dom Antônio Staglianò, e o Arcebispo Emérito de São Salvador da Bahia, Cardeal Geraldo Majella Agnelo.


"Esse já é o 22º Curso dos Bispos que nós realizamos e temos mais de 100 bispos inscritos que recebemos com muita alegria. Eles irão passar esses dias conosco escutando textos, palestras e conferências de pessoas especializadas em temas ligados ao Concílio Vaticano II. Nós estamos comemorando os 50 anos do Concílio e a cada ano temos trabalhado alguns desses temas, neste ano falaremos sobre liturgia, sobre os leigos e também sobre a nova evangelização, destacando que na questão dos leigos abordaremos também o papel da mulher na Igreja e na sociedade. Creio que a cada ano nós temos trabalhado os temas que motivaram os documentos do Concílio e, além disso, creio ainda que é uma oportunidade de encontro dos bispos para poderem compartilhar as preocupações de como aprofundar e trabalhar ainda mais esses documentos e temas do Concílio Vaticano II nos dias de hoje. Que sejam bem vindos todos os nossos irmãos bispos, com muita alegria a nossa Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro os recebe e os acolhe", afirmou Dom Orani.





Com 117 participantes inscritos, o tradicional curso organizado pela primeira vez em 1990 pelo então Arcebispo, Cardeal Dom Eugênio Sales, dará continuidade aos assuntos abordados em 2011 e 2012 tendo como tema principal os “Cinquenta anos após o Concílio Vaticano II - Liturgia, Missões e Leigos”. Promovido com a finalidade de proporcionar um momento de partilha e convivência entre o episcopado brasileiro, em sua primeira edição o Curso Anual dos Bispos do Brasil teve como conferencista o então Cardeal Joseph Ratzinger, hoje Papa Bento XVI.




Neste ano, entre os palestrantes, estão: o presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko; o prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, Cardeal Antônio Cañizares; Dom Antônio Staglianò, bispo de Noto (Itália) e colaborador de Dom Rino Fisichella (presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização); e Ana Cristina Villa Betancourt, membro do Pontifício Conselho para os Leigos, responsável pela seção dedicada à mulher.



video
Bispos recitam a Salve Regína ao Final da noite

O bispo auxiliar emérito da Arquidiocese do Rio, Dom Karl Josef Romer, principal organizador do curso, conduziu a abertura e ressaltou que esta é a primeira vez que a formação será realizada sem a presença de seu idealizador, o Cardeal Dom Eugênio Sales, que retornou para a casa do Pai há 6 meses. 


"Quero destacar que esta é a primeira vez que nosso encontro é realizado com Dom Eugenio Sales já na presença de Deus Pai. Vamos colocar a memória dele nas Santas Missas e creio que com sorriso paternal ele está na casa do Pai vendo seus irmãos aqui reunidos. Com certeza neste momento ele se alegra por ter nesta Arquidiocese que ele guiou durante 30 anos esse pastor que é Dom Orani. Com isso, quero recomendar a oração de todos por Dom Eugênio e que ele reze por nós", disse Dom Romer.


Além das conferências realizadas no Centro de Estudos e Formação do Sumaré, na próxima quarta-feira, dia 6 de fevereiro, os bispos do Brasil visitarão a exposição “A Sagrada Família – artes barroca e popular brasileiras –, no Centro Cultural dos Correios, e a Basílica da Imaculada Conceição, em Botafogo, onde estão as relíquias da Serva de Deus, Odette Vidal de Oliveira (Odetinha).

Nenhum comentário: